Áreas de Intervenção > Educação

Essenciamente, a SIM tem concentrado a sua intervenção na área da educação na escola do norte da Ilha do Bazaruto, a escola de Sitone, e no apoio ao estudo no continente de alguns dos seus melhores alunos, acolhendo-os no lar da SIM, na VIla de Inhassoro.

Na escola de Sitone, na Ilha do Bazaruto, as principais carências e problemas identificados são:

  • Fracas infra-estruturas na escola

  • Ausência de condições sanitárias básicas

  • Ausência de refeições diárias na escola

  • Para ir à escola os alunos percorrem diariamente 10 km

  • Falta de material escolar

  • Formação dos professores é deficitária

  • Limitação curricular na escola de Sitone – só até ao 7.º ano

  • Não há oportunidades de progresso profissional na ilha


PROJECTOS

Oferecer uma pequena refeição/lanche para incentivar a presença das crianças na escola. Esta acção será diária.

Acção
Construção de um forno a lenha na escola de Sitone.
Contratação de um padeiro a tempo inteiro para fazer pão para as cerca de 200 crianças da escola.


Para a oferta deste lanche temos o apoio dos padrinhos e madrinhas das crianças a estudar em Sitone. Procuramos ainda parcerias com Entidades Privadas que possam contribuir no fornecimento do doce para o pão e um copo de leite/sumo por criança diariamente.

 


 
Equipar a segunda sala de aulas da escola com mesas e cadeiras

Acção
Equipar a segunda sala de aula com os equipamentos elementares para o desenvolvimento dos estudos na escola.

 



Distribuição de material escolar anualmente

Acção
Prosseguir com o trabalho realizado nos últimos 17 anos pela fundadora da ONGD SIM, facultando material escolar e didático uma vez por ano: mochilas, lápis de escrever e de cor, esferográficas, réguas, sebentas, apara-lápis, borrachas, livros para pintar, ardósias, apagadores e giz.

 



Formação de professores

Acção
Desenvolver uma acção de formação em Inhassoro, com a duração de uma semana, para os três professores da Ilha de Bazaruto, com o objectivo de aprofundarem os seus conhecimentos, apreenderem novos métodos de ensino e técnicas de comunicação. Esta acção é fundamental para melhorar o ensino na Ilha do Bazaruto, permitindo elevar a taxa de sucesso e a motivação escolar dos alunos.

Consideramos a possibilidade de ter um formador voluntário português e um formador moçambicano para facilitar e promover uma maior fluidez na comunicação.

 



Distribuição de material didáctico diverso

Acção
Criar condições e facultar material didáctico para a realização de actividades físicas, em especial em equipa, para estimular o espírito de grupo. A sua utilização permite desenvolver capacidades cognitivas, lúdicas e sociais particulares para o seu desenvolvimento e fortalece o espírito de equipa. Através de material doado, como bolas de futebol, ringues, rolos de esferovite flutuantes, a SIM nas suas missões tem proporcionado às crianças estes momentos de interacção entre elas e os voluntários, e tem podido constatar o seu efeito benéfico, procurando fomentar a sua repetição ao longo de todo o ano, duas vezes por semana.

  




Estimular o voluntariado para fazer formações e aulas de interesse geral

Acção em Sitone
Desenvolver jornadas de formação básica na escola de Sitone, transmitindo e reforçando a importância das regras de higiene básicas. Usar como apoio para esta formação bons exemplos dos ex-alunos da escola de Sitone que estudam no continente ou que já trabalham.

Acção em Inhassoro
Realizar uma acção de formação na área da educação, através de um workshop sobre a importância da escolaridade, dar a conhecer as profissões, explicar a necessidade da formação para o seu desenvolvimento pessoal e da região.


 




Implementação do sistema de apadrinhamento à distância

Acção
A escola de Sitone só tem ensino até ao 7º ano. No 8º ano têm de ir para o continente. Por esta razão muitas crianças deixam de ir à escola, pois as suas famílias não têm capacidade para sustentar a sua estadia no continente nem os gastos com o seu estudo.

A ONG SIM tem actualmente 16 bolseiros a estudar no continente, em Inhassoro, no lar da SIM. A ONG SIM, Solidariedade Internacional a Moçambique, tem presentemente um bolseiro universitário, a concluir o curso de Direito da Universidade Católica da Beira.

Realizando um levantamento de dados pessoais das crianças do 7º ano que se queiram candidatar ao programa de apadrinhamento à distância, o objectivo é dar oportunidade a essas crianças para continuar os estudos no continente, uma vez que não há alternativa na ilha. É criada uma lista para selecção dos alunos, de acordo com o seu rendimento escolar e determinação para prosseguir os estudos.

O padrinho ou madrinha serão regularmente informados sobre o progresso do seu afilhado na escola e sobre o seu desenvolvimento pessoal, através de informações dadas pela SIM e por cartas escritas pelos afilhados a quem lhes proporciona uma outra hipótese de vida.


 




Computador para aprendizagem de novas tecnologias para o grupo de bolseiros

Acção
Oferecer ao grupo de bolseiros no lar da SIM, no Inhassoro, e aos alunos que passam para a Universidade, um computador portátil que permita desenvolver as suas competências ao nível das novas tecnologias e facultar uma ferramenta de estudo de acesso rápido à informação. 


 




Criar parcerias com Entidades Privadas para desenvolver programas de estágio

Acção
Criar parcerias com Entidades Privadas para desenvolver programas de estágio a ser realizada no norte da ilha do Bazaruto.

notícias
Com todos os direitos reservados da (ONGD) SIM, Solidariedade Internacional a Moçambique - © 2011 design binário